Questão do dia

Hipertensão resistente: devemos adicionar clonidina ou espironolactona?

  • 24/05/2019Especialista
Em doentes com hipertensão (HT) resistente, a adição de clonidina (0,1‑0,3 mg x 2/dia) como tratamento quaternário para a hipertensão arterial está associada, comparativamente com a adição de espironolactona (12,5‑50 mg/dia), a uma frequência de normalização das leituras da tensão arterial (TA) de curto prazo (3 meses) que é:

0
Desafiantes

Termina em

0 Mês
0 dia(s)
0 hora(s)
0 de 0 Perguntas respondidas

Aguarde …